4 produtos altamente importantes para a sua segurança

Ao construir ou reformar um edifício, existe uma grande preocupação com a estabilidade e a segurança de sua estrutura.

Afinal, pequenos erros, por mais discretos que pareçam, podem comprometer ambos os aspectos.

Entretanto, nem todas as pessoas consideram que os cuidados com a segurança devem continuar, mesmo após a conclusão da obra.

Quando tomados de forma contínua, eles asseguram a integridade de todos que frequentam a edificação. Confira alguns deles a seguir:

Auto de licença de funcionamento

Por mais que todas as obras acompanhadas por um engenheiro responsável sigam os procedimentos de segurança da área.

Pode haver a necessidade de cuidados complementares quando o edifício é usado com certas destinações, principalmente as comerciais.

Por conta disso, é preciso obter o auto de licença de funcionamento.

Também conhecido como alvará de funcionamento, ele é um atestado, emitido pelo poder público local, que declara que aquele espaço respeita todas as normas de segurança necessárias no setor.

Caso um estabelecimento seja flagrado funcionando sem ele, o proprietário será responsabilizado, e pode ter que arcar com certas sanções, como multas.

Apesar de este ser o mais famosos entre todos os documentos necessários para a abertura de um negócio, ele não é o único.

Há, por exemplo, o licenciamento ambiental, cuja função é atestar que todas as boas práticas ambientais são seguidas por aquela edificação, como o correto descarte do esgoto e o uso do solo conforme as normas locais.

Estrutura de combate a incêndios

A legislação estabelece que todos os edifícios, salvo os unifamiliares e de poucos pavimentos, precisam contar com itens de prevenção e combate incendio. Alguns deles são:

  • Extintores;

  • Hidrantes;

  • Saídas de emergência;

  • Luzes de emergência;

  • Sinalizações para as saídas.

A ideia é que estes itens permitam que as chamas sejam controladas, proporcionando tempo suficiente para que os ocupantes do edifício onde está acontecendo o incêndio possam sair em segurança.

Da mesma maneira, edifícios de uso comercial devem contar com uma brigada de incêndio.

Trata-se de uma equipe de voluntários que frequenta o local com frequência e que se submete a treinamentos específicos na área.

Em caso de sinistro, eles são os responsáveis por guiar os colaboradores presentes ao lado de fora com segurança.

Entretanto, é preciso levar em consideração que nenhuma destas medidas substitui a presença de um bombeiro para combater as chamas. A ideia é que elas sejam paliativas, de modo a ganhar tempo.

Da mesma maneira, certos locais precisam de cuidados especiais quando o assunto é combate ao fogo.

Por exemplo:

Ambientes que abrigam muitos equipamentos eletrônicos, como as empresas do setor, precisam contar com um extintor de gás carbônico em suas dependências, pois este material é o mais adequado para combater incêndios do tipo.

AVCB

Assim como no caso das demais medidas de segurança, não basta contar com itens de prevenção e combate a incêndios:

É preciso que elas estejam adequadas às normas do poder público, de modo que o proprietário do local não sofra sanções.

Neste caso, o documento adequado é o Auto de Verificação do Corpo de Bombeiros (AVCB). Tal alvará só é concedido após uma visita de um bombeiro ao local, bem como da submissão de certos documentos necessários para corporação.

Seus profissionais realizam uma análise das atividades realizadas no local, averiguando quais são as medidas de segurança por elas exigidas.

Por exemplo: enquanto o gas carbonico é o melhor material para combater focos causados por eletrônicos, quando a fonte são combustíveis inflamáveis, a melhor opção é usar o pó químico.

Vale ressaltar que, além de um risco legal, operar sem este documento pode significar um risco sério à vida tanto de clientes quanto de colaboradores, afinal, em caso de acidente, não haverá os itens necessários ao controle das chamas.

Portanto, de nada adianta contar com uma mangueira de hidrante tipo 2 se o local pede um modelo 5, por exemplo.

Sistema SPDA

Por mais improvável que isso possa parecer, um edifício pode ser atingido por um raio a qualquer momento. Quanto mais alto ele for, maior o risco ao qual ele está exposto.

Felizmente, há uma maneira de evitar este tipo de incidente: basta instalar um sistema SPDA.

Este aparato é dotado de um mecanismo que evita que a descarga atinja o sistema elétrico do edifício, prevenindo desde danos a aparelhos eletrônicos até incêndios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *