Conheça os tipos de pinturas possíveis na construção

Depois da construção, a pintura é uma das partes mais importantes do acabamento de qualquer projeto. É por meio da pintura que a pessoa consegue personalizar a casa com as cores de forma personalizada e única.

Nesse momento, a escolha do profissional que vai pintar a casa, a qualidade da tinta e a forma escolhida para a pintura são escolhas que vão impactar no resultado final.

Mas como saber qual é o tipo de pintura ideal para um projeto? Por que algumas pinturas de casas se destacam mais do que as outras? Existe alguma maneira mais rápida e econômica de pintar a casa?

Se você se identificou com essas dúvidas e está procurando novos jeitos para pintar sua casa, prédio comercial ou até mesmo dar uma repaginada no ambiente, esse post pode te ajudar. Confira alguns tipos de pintura para construção que você precisa conhecer!

Pintura airless

Ideal para grandes superfícies, a Pintura airless se destaca pela praticidade e rapidez na hora de colorir uma parede, uma janela , porta ou outro projeto.

Diferente das pinturas convencionais, essa forma de trabalho dispensa o uso de rolos e de pincéis. No lugar disso, o pintor usa uma máquina composta por um tubo que se conecta à lata de tinta, por meio de uma mangueira.

A máquina é uma espécie de pistola para pintura e na prática funciona com alta pressão , expelindo a tinta em grande velocidade e formato de leque.

Por causa dessas características, esse sistema de pintura pode agilizar muito o tempo de execução do acabamento nas obras. Além disso, essa forma de trabalho tem outras vantagens como:

  • Deixa a pintura mais homogênea e reta;
  • É um método mais rápido;
  • É compatível com todos os tipos de superfície;
  • Reduz o desperdício de tinta;

Outro destaque desse tipo de pintura é a superioridade do equipamento em relação ao compressor para pintura tradicional.

Ambos ajudam a otimizar o tempo do profissional na hora de executar a obra, mas o compressor é um dispositivo que se diferencia do Airless pelos seguintes motivos:

  • Funciona com o uso de ar;
  • Causa mais sujeira e desperdício de material;
  • Não deixa a pintura totalmente homogênea;
  • É mais indicado para pequenas superfícies;

Pintura a pó

Muito utilizada na indústria automobilística ou na tintura de metais como alumínio e aço, a chamada Pintura a pó é caracterizada por proporcionar um acabamento mais definido e resistente do que a pintura líquida.

Além de ser um uma técnica mais ágil, esse tipo de pintura também se destaca por não emitir tantos compostos orgânicos voláteis (COV) na atmosfera (sabe aquele cheiro forte de tinta? Contém essa substância).

O que é um ganho para a natureza e para a saúde do profissional que executa o serviço. No entanto, não é só isso que faz com que a Pintura a pó seja uma opção vantajosa.

Outras vantagens são:

  • É uma pintura resistente aos raios UV;
  • Tem alta aderência nas superfícies;
  • É mais resistente à corrosão e às altas temperaturas;
  • Pode ser reutilizada;
  • Valoriza os efeitos especiais e detalhes na pintura;

Outra coisa interessante para se destacar dessa forma de pintar, é que a Pintura a pó eletrostática proporciona flexibilidade para a superfície ou material pintado, sem desmanchar o trabalho.

Na prática, as peças que são tingidas dessa forma costumam receber uma recarga elétrica, que é o que faz com que o pó se fixe. Depois disso, o objeto tingido passa por uma estufa que endurece a tinta, conferindo-lhe o aspecto resistente e de alto acabamento.

Dá para usar essas técnicas nas pinturas de casas?

Diante de todas essas vantagens, é comum que as pessoas se perguntem se dá para aplicar essas técnicas nas pinturas de casas e projetos de construção civil.

No caso da técnica da Pintura eletrostática, pode-se dizer que é possível sim aplicar o método em algumas finalidades da construção civil. São exemplos:

  • Estruturas de metal da casa;
  • Pilares de aço ou de metal;
  • Pilares de parede de galpões industriais;

O mesmo acontece com a Pintura airless, pois como já foi mencionado no tópico inicial, a técnica é uma alternativa eficaz para grandes superfícies como paredes e elementos que fazem parte da obra como portas e janelas.

Já sabe qual pintura é a ideal para o seu caso? Com essas possibilidades, você pode substituir o pincel por uma pistola para pintura e inovar na forma do acabamento, sem desperdiçar tinta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *