5 estilos de design que podem te ajudar na decoração do apartamento

Ao contratar um profissional para fazer o design de interiores apartamento completotodas as pessoas têm algo em mente.

Entretanto, nem todas sabem expressar e descrever o estilo decorativo que pretendem usar ao designer responsável pelo projeto.

Por conta disso, antes de toda e qualquer intervenção em um imóvel, é essencial que o cliente procure se informar a respeito dos estilos decorativos existentes.

Assim, a comunicação entre ele e o profissional será mais clara, e, consequentemente, o projeto trará melhores resultados.

Confira, a seguir, cinco dos principais estilos usados na indústria e suas características:

Decoração clássica

O estilo clássico ainda é o mais pedido a qualquer empresa para reforma residencial. Como o próprio nome dá a entender, ele preza por um estilo bastante tradicional e suntuoso, com o uso de materiais mais nobres.

Portanto, quem pretende investir nesta inspiração deve dar preferência a elementos que não fujam muito do comum.

Por exemplo: no que se refere à paleta de cores, elas devem ser voltadas a tons claros e pouco chamativos, como o branco, o bege e tons terrosos em geral.

Móveis devem ser feitos preferencialmente de madeira – principalmente as mais nobres, como o mogno e a cerejeira.

O resultado será uma decoração que nunca sairá de moda.

Decoração rústica

Uma decoração de sala rústica é facilmente distinguível de outros estilos.

Esta inspiração decorativa gera uma atmosfera de “casa no campo” em qualquer imóvel, por mais que ele esteja em uma cidade grande.

Totalmente inspirado na natureza, ele se aproveita de materiais como:

  • Madeiras rústicas e de aparência natural;
  • Pedras;
  • Colchas e mantas de aparência artesanal;
  • Itens de aparência envelhecida, como os metais.

Eles são suficientes para transportar qualquer pessoa a uma chácara do interior, mas sem sair da cidade grande.

O clima bucólico deve ser complementado com lâmpadas amareladas, que criam um belo efeito quando combinadas a elementos rústicos em pedra e madeira.

Decoração industrial

Nos últimos anos, a decoração industrial tem ganhado destaque no campo da arquitetura de interiores.

Extremamente moderna, ela insere elementos típicos de locais industriais em residências, proporcionando um ambiente completamente diferenciado.

Por conta disso, certos materiais são de presença praticamente obrigatória em tais ambientes. Por exemplo: chão e paredes podem ser revestidos em concreto queimado.

Tijolos à vista também são bem-vindos, bem como paredes e móveis em tons escuros e acinzentados.

Da mesma forma, os metais, principalmente envelhecidos, são muito usados por decoradores em ambientes neste estilo. Versáteis, eles podem compor desde metais até as molduras para quadros de parede.

Decoração retrô

Assim como a inspiração industrial, a decoração retrô é perfeita para quem gosta de fugir do comum.

O princípio por trás dela é reviver elementos decorativos típicos de residências dos anos 60 aos anos 80, como o uso de plásticos, estampas xadrez e cores chamativas, como o amarelo, o vermelho e o azul turquesa.

É possível aplicar este estilo até mesmo na reforma de banheiro. Algumas das opções para tal são preferir azulejos coloridos aos básicos (ou, então, pintar ou aplicar adesivos aos já existentes).

Investir em móveis de madeira pintada e com pés de palito e, claro, uma banheira grande e de formas arredondadas, como se fosse recém-saída de um filme dos anos 60. Nos demais cômodos, é possível usar elementos como:

  • Móveis com cara de “casa de vó”;
  • Piso de madeira taco;
  • Eletrônicos antigos, mesmo que não funcionem;
  • Cartazes e pôsteres de filmes retrô.

Decoração minimalista

Nos últimos anos, tem ganhado força um movimento que rejeita um estilo de vida voltado aos bens materiais, valorizando experiências em detrimento a eles.

Ele chegou, inclusive, ao universo decorativo, sob a forma do estilo minimalista.

Como o próprio nome e a filosofia por trás dele dizem, investir nesta inspiração significa incluir apenas o estritamente necessário em um ambiente, dispensando itens muito suntuosos.

Todos os detalhes devem ser pensado nesse sentido, até mesmo os quadros decorativos: é interessante privilegiar aqueles com poucos tons e traços.

Além disso, é preciso ter em conta que este estilo privilegia a funcionalidade.

Portanto, nada terá função estritamente estética: as mesas terão muitas gavetas, para facilitar a organização; as cadeiras serão confortáveis e de tecidos resistentes e o piso será em um material mais tradicional.

Resistente e fácil de limpar, como a madeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *