Veja como são utilizados os transformadores em um projeto elétrico

Quando se constrói um prédio ou residência, uma parte fundamental da nova construção é a instalação elétrica e para fazê-la de forma detalhada e adequada é preciso contar com um projeto elétrico residencial completo, que fornecerá todas as informações referentes à montagem do sistema em questão.

Esse projeto pode contar com listas de componentes, diagramas, esquemas para montagem, entre outros itens. Conheça melhor os componentes do projeto:

Projeto elétrico

O sistema geralmente adotado em residências é o monofásico ou bifásico.

Nas indústrias, o sistema mais comum é o trifásico, porém construções residenciais muito grandes podem fazer uso deste sistema também.

O projeto elétrico completo exige a anexação de um documento chamado memorial descritivo.

Esse documento deve conter todas as informações e tabelas de exigência mínima para o funcionamento adequado de um sistema, de acordo com as normas técnicas que regulam esse tipo de instalação.

projeto eletrico predial é uma responsabilidade atribuída a um profissional com formação em Engenharia Elétrica. Hoje, a maioria dos projetos elétricos são desenvolvidas em softwares especializados nesse tipo de criação.

A vantagem de usar um sistema computadorizado para fazer o projeto é que os programas automatizam todos os cálculos, verificam os resultados, além de fazerem correções e adequações às normas regulamentadoras, diminuindo muito o tempo necessário para que o projeto fique pronto.

Equipamentos

Uma vez que o projeto esteja pronto é essencial entender quais são os equipamentos que farão parte da instalação e suas funcionalidades dentro do sistema.

O transformador de energia é um dos principais componentes no fornecimento de energia elétrica. O equipamento, na verdade, costuma ser instalado em postes de energia.

Sua atuação se dá na transmissão de potência entre os diferentes tipos de circuitos fazendo a indução da corrente e da tensão pelo sistema.

O transformador só pode ser usado em redes de correntes alternadas. Sua composição básica é feita pelos enrolamentos e de um núcleo. A função principal do núcleo é fazer a transferência de corrente entre os enrolamentos.

Quanto aos tipos existentes, os transformadores podem ser:

  • Transformador de corrente;

  • Transformador de potência;

  • Transformador de força;

  • Transformador de distribuição.

Além do transformador convencional, instalado na rua e que faz essa conversão em grande escala, é possível usar domesticamente um Transformador de voltagem 220v para 110v, que serve para adaptar o uso de aparelhos que tenham uma voltagem diferente da tensão fornecida localmente.

No entanto, é preciso avaliar se vale a pena, pois se for um problema pontual com apenas um aparelho de baixo custo, como um ferro de passar, vale mais a pena investir em um novo equipamento já que o custo do transformador não compensará.

Caso sejam todos os aparelhos domésticos que não se adaptam, nesse caso valerá o investimento.

É importante ressaltar que não a adaptação não precisa ser feita apenas de uma voltagem mais alta para uma mais baixa.

A inversão de voltagem mais baixa para uma mais alta também pode ser feita com um transformador 110 para 220v 1000w.

O transformador convencional só funciona com correntes alternadas e como sua composição é feita com dois enrolamentos, um primário e um secundário, isso faz com que o equipamento seja mais espaçoso e custoso.

Para quem deseja fazer uma economia sem perder a eficiência do aparelho, pode usar um substituto do transformador: o Auto transformador.

Esse aparato é feito com apenas um enrolamento, o que garante menos quedas de tensão e maior estabilidade no funcionamento.

É importante ressaltar que não se deve ligar aparelhos com uma voltagem em tomadas de tensão diferente, pois isso estragará todos os equipamentos.

É extremamente importante que a tensão seja igual para evitar danos aos produtos e principalmente acidentes.

Para solucionar esse problema, é possível adotar um equipamento: o auto transformador bivolt, que faz a transformação das voltagens de forma segura, seja da menor para a maior ou vice-versa.

Hoje já existem também os próprios aparelhos que possuem duas chaves de tensão, podendo se adaptar às duas voltagens, de acordo com a necessidade.

Na maioria dos equipamentos que funcionam em 220v ao serem ligados em uma potência menor como 110v ou 127v, em um primeiro momento o funcionamento do aparelho se dará em capacidade menor que o normal.

Ao fazer uma construção residencial ou comercial é essencial se preocupar com a contratação de um bom profissional ou até mesmo uma boa companhia de instalações elétricas para garantir que seja feito um bom projeto e que seja bem executado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *