Design com simplicidade para um ambiente clean

O uso do clean como estilo para definir ambiente está cada vez mais em alta. Porém, poucos sabem ao que se refere verdadeiramente essa palavra no ramo de design de interiores.

Destinado a espaços sem a presença de objetos, cores ou adornos extravagantes, esse gênero une o simples ao elegante. Alguns fatores são ideais para definir de maneira definitiva esse gênero de decoração:

  • Organização;
  • Alinhamento;
  • Motivação do objeto/adorno, etc.;
  • Design funcional.

Por isso, no design clean, a análise sempre passa pelo o que é estritamente necessário. Essa filosofia é geralmente voltada para quem se sente atraído por ambientes mais modernos.

E que conseguem aparentar serem visivelmente maiores. O estilo de poucos excessos prioriza linhas retas e cores predominantemente neutras.

Oferecendo ao ambiente um ar contemporâneo com mais liberdade e frescor. Além da circulação mais fácil, com a diminuição de mobiliário.

Para não correr o risco que o espaço fique com uma aparência sem vida, é fundamental que haja um planejamento adequado.

Nesse momento, uma boa saída é buscar por profissionais de decoração de interiores de casas pequenas e simples.

Dessa forma, o ambiente poderá ganhar detalhes fundamentais, para ganhar a personalidade do morador de forma inteligente e ordenada.

Nessa jornada, alguns elementos podem contribuir para esse objetivo de aliar o clean à individualidade de quem mora no espaço, sem perder a elegância inerente ao estilo.

Estilo de parede

É comum relacionar o estilo clean a escolha de cores mais claras, para a pintura da parede, como branco ou tons pastéis que tem como exemplo os tons de areia, gelo e palha.

Porém, uma boa alternativa é o uso de algo a mais por meio do papel de parede. Trazendo um diferencial maior ao ambiente, quebra a monotonia com uma alternativa simples e acessível.

Nesse estilo, tons claros e estampas discretas são campeões de aprovação. Utilizar texturas em algumas paredes, pensando sempre em minimizar os excessos, mas sempre abrir mão do diferencial, também pode ser uma boa saída.

Além de ser um método que pode deixar o espaço mais aconchegante, a textura ainda oferece diferentes versões como rústica, lisa e média.

Escadas

Tendo uma função muito específica, que é a ligação entre os andares da casa, a escada, pegando a filosofia do estilo clean, também pode servir como elemento decorativo.

Revelando beleza e descrição, dependendo do modelo e do material, elas podem casar perfeitamente com a proposta do projeto arquitetônico.

A escada caracol, por exemplo, é ideal para quem tem pouco espaço e precisa dessa circulação entre os ambientes.

Esse tipo de escada, é encontrado em diversos tipos de materiais, mas principalmente em ferro. O material tem a vantagem de se adaptar a diferentes estilos.

Além dele, há ainda alternativas como as escadas em concreto, em vidro, em alumínio ou em aço inox.

Para compor ainda mais a estrutura, o corrimão também uma peça fundamental. Também trazendo segurança, o corrimão de aluminio para escada externa, para quem possui uma escada fora do ambiente interno.

Ele pode ser feito de forma personalizada, de acordo com cada projeto e também se adéqua ao interior do imóvel.

Paisagismo

Outro fator que ganha fundamental importância para criar um ambiente clean e sofisticado é o paisagismo. O serviço de paisagismo, tem como objetivo revitalizar e harmonizar o espaço de convivência.

Ou seja, é fundamental para tornar harmônica a troca entre construção e natureza. O trabalho do paisagista, também pode envolver a elaboração de projetos de estruturas de apoio.

Ou ainda, de elementos de decoração, como fontes, piscina, etc. Esse serviço é interessante para trazer algo a mais ao ambiente externo da casa, mas também ao interno.

Nesse contexto, é fundamental destacar que paisagismo não é jardinagem. Enquanto a segunda se refere ao plantio, cultivo e cuidados das plantas, o paisagista tem outra função já apresentada.

Ou seja, o jardineiro concretiza o projeto do profissional de paisagismo. Pensar em um ambiente clean, não é associar a ausência de luxo, de cores ou de beleza.

Mas, é saber que há todas essas características no simples e minimalista. Além disso, deve-se frisar que o estilo pode sim ganhar a personalidade do dono da casa.

Basta um planejamento bem trabalhado e posto em prática com a responsabilidade de oferecer o melhor em soluções que unam qualidade e beleza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *