Elementos fundamentais para que um prédio funcione

prédio

A construção, assim como a monitoria e a obtenção de documentação necessária para o funcionamento de um prédio, é  burocrática pelo fato de ser um local que reúne muitas pessoas.

Com isso, diversos dispositivos e serviços de segurança precisam ser obtidos, além de ser necessário estar atento a outros detalhes essenciais para garantir a segurança e o conforto dos moradores.

Segurança nos procedimentos de construção e manutenção

Seja no processo de construção de uma casa ou de um prédio, um dos elementos que devem ser prezados no processo é a segurança do local.

A segurança precisa estar presente em vários pontos, como:

  • Preocupação com o bem-estar dos colaboradores;
  • Uso de equipamentos de segurança;
  • Uso de equipamentos para otimizar o tempo de construção;
  • Realização das instalações com segurança e profissionalismo.

Apesar disso, para ambientes prediais, existe uma burocracia maior no que se refere à segurança, sobretudo, com a prevenção  de incêndios. Por isso, é necessário que esse local tenha um CLCB bombeiros (Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros). Este tipo de licença é semelhante ao laudo AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

Estes laudos de licença são indicados para locais que tenham até 3 andares e que estejam em uma área de 750 metros quadrados.

Vale ressaltar que para ambientes de casas, este tipo de licença não é necessário, mas é importante verificar se estes ambientes contam com dispositivos de segurança e projetos de prevenção de incêndio.

O projeto pode ser conhecido como PPCI (Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio), que é um plano que deve ser realizado por um engenheiro especializado no segmento, com o objetivo de garantir que as instalações do prédio sejam seguras para a obtenção do AVCB. O imóvel que não conta com essa licença bombeiro pode ser multado.

A utilização de pisos industriais no ambiente predial e residencial

A escolha dos pisos, seja para o ambiente residencial ou comercial não é uma tarefa fácil, já que existem muitos modelos disponíveis no mercado.

Os pisos industriais, por exemplo, são conhecidos como pisos de alto impacto, ou seja, são pisos que apresentam uma elevada resistência, tendo capacidade de receber cargas elevadas.

Feito com material de concreto, seu uso é mais indicado para o ambiente industrial, assim como em estacionamentos e nas fábricas.

Apesar disso, cada vez mais, o uso deste piso industrial em um ambiente residencial tem sido comum, exatamente por facilitar o processo de construção, ser seguro e prático.

Outro fator que aumenta a usabilidade deste piso é que existem vários modelos disponíveis no mercado, desde o piso epóxi até o piso concreto polido industrial. Por isso, é importante conhecer as características e as propriedades que envolvem cada tipo de piso.

Por exemplo, no caso do piso epóxi, seu uso é muito comum tanto em hospitais, mas também em armazéns. Por ser feito com uma resina, esse material ganha resistência e durabilidade diante do contato com reagentes e elementos químicos.

Além disso, este piso apresenta características como:

  • Não ser inflamável;
  • Brilho sofisticado;
  • Estética diferenciada;
  • Resistente e durável.

No caso do piso industrial polido de concreto, esse material apresenta uma semelhança com o piso de cimento queimado, sendo também resistente aos processos de impacto e a exposição a agentes químicos.

Além disso, este é um piso muito difícil de manchar, fácil de limpar e ainda não permite a entrada de vazamentos, o que impede de ser afetado com a umidade.

Ou seja, este é um modelo de piso que vai auxiliar tanto no processo de impermeabilização residencial, como também em relação à limpeza deste material.

É válido ressaltar que sua estética também é muito interessante, podendo ser utilizado dentro de casa, em ambientes externos como internos. Este material também é considerado como sendo elegante, e por isso é uma ótima opção para ambientes residenciais.

Outras dicas importantes

Outra dica interessante para os ambientes prediais, é usar o limitador de vaga para estacionamento para garantir a organização das áreas externas da garagem.

O ambiente predial é complexo e reúne diversos veículos no espaço do estacionamento, e por isso é essencial manter a organização para que cada morador tenha sua vaga.

Dessa forma, o uso do limitador de estacionamento é tão importante, pois ele consegue sinalizar os limites da vaga de cada morador, garantindo a organização e a boa convivência na vizinhança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *