Projeto de combate a incêndio: entenda a importância

Além de uma boa infraestrutura e um acabamento impecável, segurança é algo fundamental para valorizar uma edificação. O projeto de combate a incendio é uma das intervenções que não pode faltar na hora de construir ou reformar um espaço.

De acordo com a NBR 13714-2000, toda edificação que conta com uma área construída superior a 12 metros de altura ou 750m² deve ter sistemas hidráulicos de combate a incêndio.

A obrigatoriedade dessa questão, aliás, também está na Lei 13.425/2017 que prevê que toda edificação, sobretudo comercial, precisa ter um projeto contra incêndios, para que o alvará de construção seja liberado pelo corpo de bombeiros e outros órgãos municipais.

Afinal, o que não pode faltar em um projeto como este? Qual é a melhor forma de elaborar um plano efetivo? Se você não tem ideia de onde começar, continue lendo esse post e saiba mais sobre o assunto!

Projeto de segurança contra incendio

Elaborar um bom projeto de segurança contra incendio pode ser um desafio. Mas, tudo começa com um planejamento estratégico que considera as particularidades da edificação, os riscos, a quantidade de pessoas que circulam no espaço e a finalidade do projeto.

Existem várias especificações da ABNT que podem contribuir com essa missão e uma delas, a NBR 13.434 fornece informações valiosas sobre a sinalização do espaço para finalidades de segurança.

A mesma se divide entre princípios básicos e complementares. Afinal, como as saídas de emergência e a localização dos extintores é sinalizada? Sem dúvidas, essa resposta é uma das diretrizes de um projeto de segurança.

Basicamente, a sinalização pode ser dividida com os seguintes critérios:

  • Alerta (para avisar áreas com potencial risco);

  • Orientação e salvamento (para indicar todas as saídas e acessos emergência);

  • Indicativa, em relação aos equipamentos de combate a incêndio;

  • Indicação de obstáculos como vigas ou paredes nas rotas de saída;

  • Informativa (orientações de como usar um extintor/ abrir uma alavanca).

Especialmente no caso das saídas de emergência e equipamentos de combate contra incêndio é importante que todas as placas tenham um efeito fotoluminescente, ou seja, com capacidade de garantir a visualização das informações mesmo no escuro.

Para elaborar um projeto de combate a incendio com qualidade, é fundamental ter uma empresa especializada nesse assunto e que siga todas as orientações dos bombeiros.

Além da sinalização em si e de equipamentos como o extintor ou hidrantes, é importante que o projeto contemple sistemas de alarme, portas-corta fogo e outras especificações que ajudam no controle e combate de uma situação de emergência.

Para atestar se o seu projeto está dentro das normas, é importante que a edificação passe pela vistoria do corpo de bombeiros. Em São Paulo, a certificação necessária se chama AVCB (Auto de Vistoria de Corpo de Bombeiros) e deve ser renovada em caso de reformas ou ampliação do projeto.

A importância da acessibilidade

Em uma situação de incêndio, é comum que as pessoas fiquem em desespero. Por isso, investir em treinamentos de segurança e itens que tragam acessibilidade para as pessoas que possuem alguma limitação física ou visual, por exemplo, é muito importante.

Uma forma de trazer esse conceito para a prática é construir rampas de acesso próximas às saídas de emergência, adaptar as sinalizações para o alfabeto braile e cumprir o propósito da ABNT que é uma comunicação clara para todos.

Seja por meio de uma placa de acessibilidade, por recursos sonoros ou visuais, um projeto de segurança efetivo é aquele que inclui a compreensão do alerta por parte de todas as pessoas, independentemente das suas singularidades.

Quem pode elaborar um projeto contra incêndio?

A elaboração de um projeto contra incêndio não deve ser feita por qualquer profissional. Geralmente, esse plano pode ser executado por um engenheiro de segurança do trabalho ou engenheiro civil. Em alguns estados, arquitetos também podem assumir as funções.

Independentemente do responsável pelo projeto de combate a incendio, é fundamental que todas as normas de segurança da ABNT e de órgãos municipais sejam cumpridas.

Não ter esse projeto na edificação é algo que tira a credibilidade da construção e torna a empresa ou indústria, insegura e imprópria para ocupação.

Mais do que uma obrigatoriedade, é importante deixar claro que um projeto de segurança contra incendio é uma forma de demonstrar valor à vida humana.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *