A adesão aos aquecedores de ambientes e de água

Com o avanço da tecnologia ocorrido nas últimas décadas, o mercado de lazer e bem-estar tem sofrido uma verdadeira revolução. As soluções vão desde aplicativos no celular até inovações em áreas mais antigas, mas que hoje se popularizam e vêm se tornando mais acessíveis a várias classes sociais que antes não podiam desfrutá-las.

É o caso, por exemplo, do aquecedor de ambientes ou de água. Apesar de o ar condicionado ser a solução mais conhecida no tocante a climatizadores (no sentido de resfriar os ambientes em que é instalado), o Brasil é conhecido por suas proporções territoriais de alcance continental.

Nesse contexto, o sul e o centro-oeste do país têm procurado cada vez mais soluções de aquecedor a gas ou mesmo aquecedor eletrico para ambientes.

A solução de aquecedor de água, por sua vez, costuma ser requisitada por praticamente todas as regiões do país, uma vez que no inverno até as regiões mais quentes podem acabar sofrendo com a temperatura da água do chuveiro e das pias, especialmente em certos horários do dia.

De fato, tomar um banho mais quente ou mesmo lavar uma louça com água menos gelada pode ser uma solução para quem tenha de realizar essas atividades em períodos noturnos, ou mesmo por volta das seis ou sete horas da manhã, horário em que a caixa d’água e o cavalete da rua ainda não receberam de volta o calor do dia.

Todavia, para que um aquecedor funcione bem, algumas considerações devem ser levadas em conta, conforme será desenvolvido adiante.

Qual o papel da assistência técnica?

A melhor maneira de garantir a confiabilidade, a eficiência e o desempenho ideal de um equipamento de aquecimento é com a manutenção preventiva.

Os problemas relacionados a um dispositivo assim vão muito além do mau funcionamento, apesar do transtorno que pode causar a falta do equipamento justamente quando ele se faz mais necessário.

Os problemas também tangem a questão financeira, uma vez que uma parte elétrica que não esteja funcionando adequadamente pode consumir mais energia do que o normal.

Além de que, obviamente, uma instalação equivocada pode colocar em risco tanto o funcionamento do dispositivo quanto a segurança das pessoas que habitam ou frequentam o local.

Assim, uma boa assistência técnica de aquecedores a gás leva todos esses fatores em conta quando faz uma instalação do zero, ou quando realiza uma manutenção, seja ela preventiva, em prol de evitar futuros problemas, seja ela corretiva, em prol de consertar algum dano que já tenha sido ocasionado por negligência ou fatores incontroláveis.

O que precisa ser levado em conta por todo proprietário e cliente é que um sistema de aquecimento que esteja sujo, mal instalado ou mal cuidado de modo geral acaba precisando trabalhar mais do que o necessário para elevar a temperatura de um ambiente ou de uma tubulação de água.

Por isso, durante o curso de uma visita técnica o especialista qualificado realizará várias operações. As principais são:

  • A inspeção visual da canalização;
  • O ajuste das conexões soltas;
  • A lubrificação das peças móveis;
  • A revisão/ conserto de pressurizador;
  • A limpeza/troca do filtro de ar;
  • O teste de calibração do termostato;
  • Os controles do sistema de teste, etc.

Cada uma dessas tarefas contribui para o bom funcionamento do sistema de aquecimento, reduz o risco de defeitos mais graves e ainda diminui o uso de energia e do valor da conta de luz no final do mês.

O defeito mais comum nessa área diz respeito ao mau funcionamento do sistema de canalização. De fato, o menor dos vazamentos ou uma simples redução do fluxo de ar podem impedir que o sistema de aquecimento atinja o ponto de ajuste desejado no termostato e isso é o que mais desencadeia uma série de problemas e transtornos.

Seu bem-estar com segurança

Atualmente, o aquecedor a gás rheem é relacionado aos momentos de lazer, bem-estar e qualidade de vida como um todo. Quando o sistema de aquecimento está limpo, lubrificado e em bom estado de conservação, o dispositivo funciona perfeitamente e o fluxo de ar é desimpedido.

Quanto menos esforço for colocado no equipamento, mais ele durará, garantindo anos de desempenho ideal. Assim, melhor ainda será o seu resultado geral em termos de benefícios para o usuário. De fato, a maioria dos problemas menores pode ser detectada e corrigida durante a manutenção de rotina, antes da necessidade de um reparo indispensável e dispendioso.

Pensando nisso tudo a própria ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) emitiu sua famosa NBR 13103 de 2013, que regula toda a parte de aparelhos a gás para a cocção de alimentos, bem como para o aquecimento de água e de ambientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *